Fale Conosco Página Principal
 
 

PUBLICAÇÕES


CLIMA TEMPO




LINKS SUGERIDOS



PSICOCAMP

Ultramaratonas


Saúde - Atividades Físicas E Prevenção Cardiovascular

 


 

Corria o ano de 1977 e eu, havia pouco tempo, tinha completado 43 anos de idade e, havia pouco tempo também, eu tinha sido admitido, como alto executivo da vasp-viação aérea são paulo s/a que, naqueles tempos, pertencia ao governo do estado de São Paulo. fui aprovado nos exames médicos de admissão, apresentando boa saúde.

Passado algum tempo, comunicaram-me que havia sido agendado um exame cardiológico de rotina, pois era realizado para todos os funcionários, em virtude da possibiliade deles necessitarem , a qualquer momento, viajar de avião.

A doutora Vera (da qual não me recordo o sobrenome) ficou surpresa quando realizou o eletrocardiograma que apresentou um “hemobloqueio anterior esquerdo”; além disso, ela constatou que a minha freqüência cardiaca era muito baixa, perguntando-me, inclusive, se eu tinha sido mordido pelo bicho “barbeiro”.

Como a minha resposta foi não, ela ficou muito preocupada, mesmo tendo informado que eu era atleta/corredor/fundista.

Eu, como nunca tinha sido submetido a um eletrocardiograma e muito menos, tinha consultado médicos cardiologistas e, como também, nunca senti qualquer anormalidade no meu estado de saúde, também, fiquei muito surpreso com as constatações da doutora vera.
Analisando todo o meu quadro cardiológico, a doutora Vera achou por bem encaminhar-me ao Instituto Dante Pazzanese de cardiologia para ser examinado e diagnosticado com precisão, os problemas que a doutora Vera havia constatado.

Agendada a consulta no Dante Pazzanese, em virtude de ser atleta/corredor/fundista, fui encaminhado ao departamento de cardiologia no esporte.

Assim, em 17 de setembro de 1977, conheci o Dr. Nabil Ghorayeb (CREMESP 15715) que já era o responsável pelo departamento de cardiologia no esporte; fiquei perplexo com a acolhida e atendimento do Dr. Nabil que não poupou esforços, submetendo-me à uma quantidade incrível de exames, inclusive ao exame para verificar se eu estava com a doença de chagas. este, felizmente, deu negativo e, após alguns dias, saiu o diagnóstico final: eu havia sido gerado e nascido com o “hemobloqueio anterior esquerdo” que era e até hoje é, assintomático; os meus problemas cardiológicos são inatos.

Desde 17 de setembro de 1977 até hoje, sou acompanhado, cardiologicamente, pelo departamento de cardiologia no esporte do Instituto Dante Pazzanese, do qual o Dr. Nabil Ghorayeb (CREMESP 15715), agora famoso em todo o brasil e fora dele, continua sendo o diretor.

Em 11 de julho de 2002, com 69 anos de idade, já havia um ano e meio que eu estava morando em Muzambinho-estado de Minas Gerais, exercendo, então, o cargo de diretor administrativo/financeiro de um grupo de empresas que trabalhava com “café”, desde o seu plantio e colheita até os diversos tipos de comercialização e industrialização (compra e venda, armazenagem, exportação, torrefação e moagem) , em virtude de meus inatos problemas cardíacos, fui acometido de uma “encefalo cardiopatia hipertensiva” que, após ter sido hospitalizado na santa casa de Muzambinho, ocasionou-me 6 (seis) violentas convulsões numa só noite; em virtude da gravidade do quadro, logo na manhã seguinte, fui transferido para a Santa Casa de alfenas – mg - onde permaneci 2(dois) dias na “uti”. após a alta na Santa Casa, eu estava com todo o lado esquerdo do corpo paralisado (perna, braço e lado esquerdo do rosto - rosto e testa completamente enrugados, boca torta e o olho esquerdo não mais fechava e nem piscava).

Quem é atleta e se ve numa situação dessas, entra em desespero, pois imagina que não poderá mais praticar o seu esporte favorito, no meu caso “corrida”.

Isso foi o que aconteceu comigo, mas, logo, passados alguns dias fui ao Instituto Dante Pazzanese e os médicos da cardiologia no esporte, após me examinarem, disseram que eu só estava vivo porque era atleta; essa declaração de uma equipe chefiada pelo Dr. Nabil, comprovou-me que a atividade física é muito importante para o bem estar da sociedade!
Convenientemente medicado, voltei a Muzambinho e, passados mais alguns dias, eu disse à minha esposa que ia caminhar, mesmo arrastanto a perna esquerda e sentindo o braço esquerdo completamente morto.

Agradeço à minha esposa, Rute, que me incentivou e me acompanhou nas “caminhadas” as quais nunca duravam menos de 4 (quatro) horas; com a ajuda da fisioterapia, iniciada ao mesmo tempo das “caminhadas”, fui, gradativamente, melhorando até que a equipe médica da cardiologia no esporte do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, me liberou para, a partir de 11 de dezembro de 2002 (portanto, 5 meses após o acidente encefalo cardiopático hipertensivo), correr um pouco, não mais de 5 (cinco) quilometros, sem me importar com o tempo gasto no treino.

Iniciadas as corridas/treinos, não mais parei e fui melhorando o meu quadro cardiológico, aumentando a extensão do percurso, iniciando, em agosto de 2003, a minha participação nas corridas oficiais, com uma corrida rústica em botelhos-mg - , recebendo, na ocasião, belo troféu por ter chegado em terceiro lugar na minha categoria etária (naquela época-70 a 74 anos de idade).


Em minhas consultas no Dante Pazzanese, em 05 e 06 de março de 2007, fui presenteado pelo Dr. Nabil Ghorayeb (CREMESP 15715), com um exemplar do livro de sua autoria “Ninguém Morre de Véspera”.

Em poucos dias, li o livro e pude constatar ser essa obra uma preciosidade de valor incalculável para todas as pessoas, principalmente para os que praticam qualquer atividade física, desde uma simples caminhada diária até o atleta super famoso em qualquer modalidade de esporte.

Todos esses acontecimentos comigo e a minha volta ao meu esporte favorito comprovam a veracidade do conteúdo do livro “Ninguém Morre de Véspera” e, comprovam, também, as extraordinárias capacidade e experência do Dr. Nabil Ghorayeb (CREMESP 15715) que, na minha opinião, é o maior cardiologista do mundo.


Quem pratica alguma atividade física e, também, todos aqueles que não a praticam, não podem deixar de ler este verdadeiro guia cardioesportivo que apresenta, desde seu sugestivo título e feliz “prefácio” (ambos de autoria de josé paulo de andrade – famoso jornalista de são paulo) e a sua objetiva “apresentação” (de autoria do próprio dr. nabil ghorayeb), passando pelas 7 seções e, dentro delas, os aliciadores tópicos todos relacionados com atividades físicas e prevenção cardiovascular e, em outras palavras, tudo relacionado com o bem estar do “próximo”.

Portanto, se qualquer pessoa rica, pobre, jovem, adulta, idosa, sadia, doente, religiosa ou ateu quer viver alguns bons anos a mais do dia que está marcado pelo criador(deus), leia e pratique o que está contido nesta verdadeira “bíblia do coração”: “Ninguém Morre de Véspera”.

Nota às pessoas religiosas – todos crêem que deus, o criador de tudo e de todos, tem predistinado um dia para recolher cada ser humano, mas, também é biblico que jesus ensinou a ser humilde, mas prudente como a serpente (Mateus 10,v.16). ser prudente é praticar a verdade perante o próximo e perante si mesmo e ser reto aos olhos de deus(vide Isaías, capítulo 38, vs. 01 a 05). ezequias era prudente e conseguiu 15 anos a mais de vida além do dia que deus lhe tinha predistinado. portanto, a dica do momento é ser prudente com o nosso coração, porque os imprudentes antecipam o dia de sua predistinação.
tenho dito!

 

Muzambinho-mg, 30 de março de 2007

 

Autor:

"Saúde - Atividades Físicas e Prevenção Cardiovascular "
TRINDADE ESCUDERO
E-MAIL: thrinetrim@sulminet.com.br
END: ASSESSOR PARA ASSUNTOS DE ORGANIZAÇÃO, IMPRENSA E COMUNICAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE MUZAMBINHO – MG

 

 

http://muzambinho.com/portal/pessoal/colunistas/trindade/ninguem.htm

 

Dr. Nabil Ghorayeb
- CREMESP 15715
Doutor em Cardiologia (FMUSP)
Especialista  em  Cardiologia  e Medicina do Esporte

Nossa entrevista no programa Jornal Gente da Radio Band AM e FM, sábado dia 2 de setembro 2017 - Cardiologia e Medicina do Esporte
Ouça aqui

 

Facebook CardioEsporte Total


 



Última atualização: 25.01.2015, por Lógika
® CardioEsporte - Todos os direitos reservados.