Fale Conosco Página Principal
 
 

PUBLICAÇÕES


CLIMA TEMPO




LINKS SUGERIDOS



PSICOCAMP

Ultramaratonas


Combatendo a Hipertensão Arterial com Exercícios


     Por Lei Federal, o dia 26 de abril é o Dia Nacional de Combate à Hipertensão Arterial, iniciamos relembrando os valores normais da pressão 12 x 8 para as pessoas até os 60 anos, e desde recentemente 14 x 9 já pode ser considerado normal para acima dessa idade, desde que não existam lesões no coração ou nos rins, após avaliação médica detalhada.

     O sedentarismo é o nosso maior inimigo e em consequência a atividade física é uma das principais pontas do tratamento moderno, sendo os exercícios aeróbicos (andar, correr ou nadar) os indicados. Outros tipos de exercícios, como os de fortalecimento muscular, de intensidade leve a moderado são parte integrante dessa “terapia”, mas num ritmo de três a quatro vezes semanais indefinidamente. A suspensão dessas atividades provoca a perda dos benefícios em três semanas na média.

     Não podemos deixar de explicar o papel do sal de cozinha, sal grosso e sal marinho. O seu principal componente é o Sódio, um eletrólito necessário à vida, mas com seu excesso no organismo, a primeira complicação é a Hipertensão Arterial em qualquer idade e suas consequências no cérebro, no coração e vasos e nos rins. Poderemos ter no cérebro, alterações importantes da circulação, com o surgimento de aneurismas cerebrais ou obstruções dos vasos , com risco dos temidos derrames cerebrais. No coração além de provocar hipertrofia patológica do miocardio, também pode causar obstruções das coronárias (vasos que irrigam o coração) levando ao infarto do miocardio e suas possiveis consequencias letais. Nos rins a evolução de longo prazo é a lesão renal que inutiliza o seu funcionamento necessitando em muitos casos até de um transplante renal precedido da chamada hemodiálise (equipamento externo que filtra o sangue substituindo os rins em sessões tres vezes por semana) Quando lemos um rótulo de alimentos industrializados sejam latarias, frios e massas etc, refrigerantes, encontramos a quantidade de SÓDIO em miligramas. Para mantermos a quantidade de sal ao redor de 04 a 05 gramas por dia para pessoas normais e 02 gramas para pessoas com hipertensão arterial, fazemos a seguinte conta 01 gr de sal contém 400 mg de sódio. Lembro que os brasileiros costumam consumir 13 a 14 gr de sal por dia segundo dados da Soc. Bras. de Cardiologia.

     A orientação que damos (como aprendemos com as nutricionistas): retirar o saleiro da mesa, evitar salgar os alimentos para lhes dar mais sabor, usar outros temperos naturais como ervas, cebola, alho, pimenta etc. Sempre escolher alimentos que tenham menor quantidade de sódio.

    A Medicina provou que o sal é o grande inimigo do homem moderno, os hábitos começam na infância, e aí... Os pais são os grandes responsáveis pelos hábitos em casa e devem estar alertas para as cantinas escolares com suas frituras salgadas etc.

    Concluímos que para um bom resultado do tratamento da hipertensão, ele deve ser contínuo sem interrupções, com medicações personalizadas, correção dos hábitos alimentares e atividades físicas regulares e por tempo indefinido, sem limites da idade e sim apenas das condições físicas.

 

 

Dr. Nabil Ghorayeb - CREMESP 15715
Doutor em Cardiologia (FMUSP)
Especialista  em  Cardiologia  e Medicina do Esporte


Última atualização 09.05.2014
® CARDIOESPORTE - Todos os direitos reservados.
Radio Sputnik Brasil
Nossa entrevista à Rádio Sputnik Brasil, dia 14 de junho 2018
Ouça aqui  



Nossa entrevista no programa Jornal Gente da Radio Band AM e FM, dia 2 de setembro 2017 - Cardiologia e Medicina do Esporte
Ouça aqui

 

Facebook CardioEsporte Total