Fale Conosco Página Principal
 
 

PUBLICAÇÕES


CLIMA TEMPO




LINKS SUGERIDOS



PSICOCAMP

Ultramaratonas


“Atividade física, um gol de placa por sua saúde”


     Esse é o lema do Dia Mundial do Exercício Físico, marcado para o dia 06 de abril, quando programa “Agita” tendo uma de suas principais apoiadoras, a Sociedade Brasileira de Cardiologia, programou até “exercício virtual” no computador. Nesse domingo ás 9 horas, milhares de pessoas sairão do vão do MASP, em São Paulo, para uma boa CAMINHADA até a Assembleia Legislativa; no Rio de Janeiro, no dia 08 se inicia o Congresso Mundial da Atividade Física e Saúde Pública e às 16 hs, sairá a CAMINHADA a partir do Hotel Windsor Barra, local do Congresso. Em todas as capitais brasileiras teremos eventos semelhantes, organizados pela Sociedade Brasileira de Cardiologia uma tradicional aliada do programa “Agita Mundo”. Segundo o diretor geral do “Agita” Dr Victor Matsudo, na década de 1990, 70% da população brasileira eram sedentários e o índice era mais alto entre as mulheres, de 80%; mas hoje, só na Região Metropolitana de São Paulo, registrou-se uma redução de 41% no sedentarismo, que começa a se refletir também na redução da mortalidade por doenças cardiovasculares.

     Se em São Paulo o resultado é tão marcante, o mesmo não acontece no restante do mundo, onde a OMS calcula que 5,3 milhões de pessoas morrem a cada ano devido ao sedentarismo, um dos maiores problemas entre os fatores de risco, que levam às doenças que provocam mortes precoces, que, aliás, só perde para a hipertensão arterial”.

     O lema da campanha deste ano, “Atividade Física, um gol de placa para sua saúde”, aproveita a proximidade da Copa, e está focada em dois pilares: primeiro, aumentar o conhecimento da população sobre os benefícios da atividade física; e segundo, multiplicar o número de pessoas que se exercitam pelos 30 minutos recomendados, diários e que hoje já são 520 mil.

     “O público alvo é triplo, estudantes, trabalhadores de colarinho branco ou azul e idosos” diz Matsudo. Para o médico, olhando-se a iniciativa de forma pontual, não se avaliam os benefícios em médio prazo, cuidadosamente computados pelo Banco Mundial, que mostrou que a população que se exercita regularmente economizou em medicamentos, internações e cirurgias não realizadas, além de consultas, US$ 310 milhões anuais. E este ano os 72 países envolvidos no programa terão também a “caminhada virtual”, pela qual quem estiver no computador passará mensagens sobre a atividade física em todas as redes sociais às quais tiverem acesso. Participe efetivamente, essa é uma onda de Saúde caminhando contra o vento.

 

 

Dr. Nabil Ghorayeb - CREMESP 15715
Doutor em Cardiologia (FMUSP)
Especialista  em  Cardiologia  e Medicina do Esporte


Última atualização 09.05.2014
® CARDIOESPORTE - Todos os direitos reservados.

Nossa entrevista no programa Jornal Gente da Radio Band AM e FM, sábado dia 2 de setembro 2017 - Cardiologia e Medicina do Esporte
Ouça aqui

 

Facebook CardioEsporte Total